Aconteceu em Bolly

5.6.16 Carol Batista 2 Comments


Esta semana foi tranquila e até mesmo feliz. Tivemos aniversário de casamento, bebês possíveis, bebês reais e gente com mil boas opções em mãos. Descubra o que aconteceu em Bolly!

- Casal 43

Amitabh Bachchan e Jaya comemoram 43 anos de união. Os dois se casaram em 3 de junho de 1973 e atuaram juntos em vários filmes, como Sholay, Abhimaan e Kabhi Khushi Kabhie Gham. São pais de Shweta e Abhishek e avós de Navya, Aradhya e Agastya. Vida longa ao casal!



- Recomeço

O ator Prateik Babbar (Dhobi Gaat, Dum Maaro Dum) veio a público confessar que há anos luta contra seus vícios em álcool e drogas. Ele espera que o relato de sua imperfeição ajude outros a mudarem suas vidas.

"Percebi que não estava sendo verdadeiro comigo mesmo e com as pessoas que me amam. Elas não conheciam o verdadeiro eu. Pelos últimos cinco anos, minha vida esteve repleta de problemas e revolta. Mas agora quero que as pessoas conheçam quem verdadeiramente sou e me amem. Eu nunca quis que meus fãs pensassem que sou perfeito. Agora tenho a ficha limpa.

Apenas espero que isto encoraje às pessoas a fazerem a coisa certa e aprenderem com meus erros. É importante não brincar com a sua vida. Quero que elas saibam que voltar-se para as drogas ou o álcool nunca é a resposta. Espero ter deixado isto claro."

Fonte: Hindustan Times.

- Oportunidade

Sunny Leone finalmente ganhou a chance de trabalhar em um romance. A atriz será o par romântico de Arbaaz Khan em Tera Intezar. O filme marcará a estreia do diretor Rajeev Waklia.



Fonte: DNA India. 


- Bromance

Ranveer Singh e Arjun Kapoor poderão trabalhar juntos novamente! Desta vez a dupla não fará um filme, mas sim uma websérie para a Yash Raj Films (YRF). A série se encaixaria nos gêneros de ação e romance e se realmente acontecer, contará com a presença de uma famosa atriz ainda não revelada. O projeto sairia sob o banner da YFilms - a divisão de projetos para a juventude da YRF.



Fonte: Bollywood Hungama.


- Mais um filho

A próxima estreia aguardada em Bollywood é a de Harshvardhan Kapoor, filho de Anil Kapoor. O irmão de Sonam mal estreou em Mirzya e já conseguiu seu segundo papel. Ele atuará em Bhavesh Joshi, com direção do elogiado Vikramaditya Motwane (Udaan, Lootera).



Fonte: Hindustan Times.


- Olha a cegonha!

O boato da vez é que Kareena Kapoor e Saif Ali Khan estariam esperando seu primeiro filho. Os dois teriam sido vistos visitando uma clinica pré-natal em Londres e há quem diga que Bebo já está grávida de três meses. Será?

Espero um bebê bem estiloso


Fontes: DNA India, Hindustan Times.

- Mais cegonha!

Com tantos prováveis bebês, é bom ter um real: nasceu o segundo filho de Genelia e Riteish Deshmukh! Os dois já são pais de Riaan, de 1 ano.



Fonte: Hindustan Times.

- We're all in this together

Abhishek Bachchan está no elenco de Housefull 3.  O filme possui um elenco principal grande, no qual Abhi divide espaço com Akshay Kumar e Riteish Desmukh. A imprensa tem questionado quando Bachchan Jr. voltará a ser o único protagonista de seus filmes, já que nos últimos anos dividiu o estrelado em filmes como Players e Happy New Year. Abhi não gosta do questionamento:

"Não entendo por que as pessoas me perguntam o porquê de eu não eu fazer filmes solo. Este é um conceito que não entendo porque para as pessoas, um filme solo tem apenas um ator. Acredito que seja incorreto não reconhecer as outras pessoas que são parte do filme.

Lembro-me de alguém perguntando sobre um filme solo e perguntei o que é um filme solo? Deram o exemplo de Guru (2007). Em Guru havia Mithun, há R. Madhavan e Vidya. Havia vários outros artistas e todos realizaram seu trabalho. Está tentando dizer que eles não são atores?"




Fonte: Hindustan Times.


- Nada feito

Lembram da confusão entre Arijit Singh e Salman Khan? A trilha de Sultan saiu esta semana e a canção de Arijit não aparece nem mesmo como faixa bônus. Parece que velhas mágoas perdurarão.

Fonte: Miss Malini.

- Novos desafios

Para quem sente saudade de Sonakshi Sinha em filmes diferentes, boa novidade! A atriz interpretará uma jornalista no filme Noor. Trata-se da adaptação do romance paquistanês Karachi, You’re Killing Me!, que conta a história de uma repórter de 20 anos e suas desventuras na busca por um bom namorado. Os dois primeiros looks da atriz já foram revelados.

Alguém aí se lembra de ter visto Sona em uma comédia romântica? Por essa eu vou esperar ansiosamente.



Fonte: Hindustan Times.

- Muitas opções

Razão para o uso desta foto: é linda.
Todos estávamos ansiosos para saber qual seria o próximo projeto de Deepika Padukone após XXX - The Return Of Xander Cage. Nada está certo, porém há três opções muito diferentes entre si:

1) Kattilantodu, um remake telugu do filme de ação tâmil Kaththi. Deeps atuaria com o megastar Chiranjeevi, que todos conhecemos como Goli Mar.

2) Padmavati, filme de Sanjay Leela Bhansali no qual atuaria ao lado de Ranveer Singh. Seria um drama histórico, assim como o aclamado Bajirao Mastani, e a terceira colaboração consecutiva entre Bhansali, Ranveer e Deepika. O filme contaria a jornada de uma rainha leal que decide dar fim à sua vida após seu marido ser derrotado na guerra.

3) O próximo filme de Anand L. Rai (Tanu Weds Manu, Raanjhanaa), no qual Deeps trabalharia com Shahrukh Khan.

Os boatos são de que Deepika teria aceitado os filmes de Rai e Bhansali, mas que as datas estariam se sobrepondo e a atriz estaria tentando ajustá-las. Qual é o seu projeto favorito?

Fontes: Filmfare, Bollywood Hungama, DNA India.


- Surpresinha

Sabe aquela informação que você nem imaginava existir? É esta: Sonu Sood está animadíssimo para a promoção de Kung Fu Yoga, filme em que atuou com Jackie Chan. Sonu divulgará o filme junto com o astro chinês no 19º Shanghai International Film Festival. E agora segue a melhor foto do mundo para ilustrar a notícia.




- Crush

Fawad Khan, também conhecido como "a coisa mais maravilhosa que aconteceu a Bollywood em pelo menos 10 anos", não sabia que ficaria tão popular na Índia. Ele falou sobre carreira, sucesso e beleza em entrevista ao Hindustan Times

"Entrei nesta indústria com expectativas mínimas. Para ser honesto, eu apenas queria provar que sei bem a minha arte; todo o resto tem sido um bônus. A resposta tem sido impressionante e surpreendente. Eu nunca tive nenhuma expectativa baseada em comparações - se eu irei bem comparado às pessoas que estavam aqui antes de mim ou quem virá depois de mim. Não estou me medindo baseado em nenhum termômetro de sucesso."

Ele sabe que nem todos os atores paquistaneses conseguiram ter o mesmo sucesso que o seu na indústria.

"Eu me considero sortudo. Sinto que há atores muito mais talentosos em meus país. Mas acho que alguém lá em cima realmente gosta de mim (sorri). Quanto à minha arte, tento seguir uma escola diferente de atuação, que é muito comum em nossa parte do mundo. Eu queria explorar isso e talvez, isto tenha tocado o público."

As paquistanesas Mahira Khan e Saba Qamar em breve também estrearão em terras bollywoodianas. Fawad enxerga a competição.

"Eu serei egoísta ao dizer, 'Não é um momento animador para mim (ri)'. Eu não diferencio entre sexos. Então, sinto que elas são tão competição para mim quanto [qualquer ator homem](ri).

Estou feliz [de competir com atrizes], mas também posso estar um pouco inseguro, porque tenho sido uma representação medíocre do talento paquistanês. Há uma riqueza de talentos no meu país. Ver outros atores paquistaneses entrando no mercado é um sentimento ótimo, e desejo a elas o melhor na vida. Acho que elas irão muito melhor que eu."

Há razões para ele não estar assinando tantos filmes.

"Não estão chovendo ofertas. Ninguém está me dando trabalho. O que devo fazer? (ri). Falando honestamente, sou seletivo. O processo de fazer filmes consome tempo e fico cansado muito facilmente. Acho que é o homem de classe média em mim que fica um pouco assustado com todos os holofotes e o estrelato. Não estou com pressa de chegar em lugar nenhum; estou apenas aproveitando o momento. Se eu estivesse com pressa, eu não esperaria até os 35. Minha norma é trabalhar pouco e aproveitar a vida."

Ele desconversa quando o assunto é sua participação em Jugalbandi, próximo filme de Salman Khan.

"Eu realmente não posso comentar sobre isso agora. Vamos apenas dizer que temos conversado com muitas pessoas, talvez Jugalbandi seja um deles. Nada é concreto agora. Além disso, não gosto de falar sobre nada até ter assinado um pedaço de papel. Quando estivermos prontos para fazer um anúncio público, nós o faremos. Por enquanto, não estamos associados a nada."

O entrevistador quis saber se Fawad gostaria de ser visto além de sua beleza. Ele decidiu ser absurdamente modesto.

"Sinto que Kapoor & Sons foi um passo nessa direção. Mas sim, estou cansado disso. Eu gostaria de tentar coisas, papéis e gêneros diferentes.

Na verdade estou surpreso por as pessoas falarem mais sobre minha aparência e menos sobre meu talento, porque não acho que eu seja muito bonito. Em uma escala até 10, eu me daria 3 ou 4. As pessoas me dão muito mais do que isso, mas isto é surpreendente para mim. Dito isto, também é lisonjeiro."


Nota 3.

Chega aquele momento em que você não sabe o que dizer para convencer o ser humano de sua beleza e charme.

"Sinto que é um charme interior que atrai as pessoas. Não acho que eu seja extremamente bonito, mas considero que falo um pouco bem. Consigo manter uma conversa e todas essas coisas reunidas me dão vantagem enquanto ator."

Sou muito tímido. Queria ser mais exuberante no que se refere a responder a comentários elogiosos, ou queria ser mais charmoso."


Fawad, Sadaf e Ayaan
Fawad não vê dificuldades dos cineastas indianos darem mais papéis a paquistaneses, mas entende que a questão é mais complexa do que parece.

"Não vejo nenhum bloqueio mental. Seria um passo corajoso, mesmo no Paquistão, se eles escolhessem um ator desconhecido. Um passo assim é mais corajoso da parte do produtor. Se não me engano, apenas cinco porcento dos indianos assistem filmes, então para eles, conhecer um ator paquistanês é uma aposta difícil. Então entendo se um produtor indiano for cuidadoso sobre onde arrisca seu dinheiro. Não acho que os produtores se preocupem com repercussões políticas; é mais sobre - quanto dinheiro este filme irá fazer? E temos de admitir que rostos famosos trazem mais dinheiro para um filme. Pessoalmente, estou me divertindo muito com o público indiano e a indústria. Em qualquer viagem que eu tenha feito para Kapoor & Sons, recebi apenas amor e apreciação. Nunca tive uma experiência desagradável."

Por fim, Fawad fala um pouco sobre sua esposa, Sadaf.

"Eu sou provavelmente um dos primeiros homens a ser vítima de abuso feminino (ri). Estou brincando. Sadaf é uma pessoa sensível e educada. Sou sortudo de tê-la em minha vida. Sinto que um certo grau de possessividade deva existir em todo relacionamento, já que sem ele os relacionamentos caem por terra. Com isso vem um senso de propriedade. Sem o apoio de Sadaf, não acho que eu estaria onde estou hoje. Ela foi uma das primeiras pessoas a me motivar, e me deu um empurrão para entrar neste campo."

Fonte: Hindustan Times.

Até a próxima!

2 comentários:

  1. Adoro este maravilhoso universo chamado Bollywood!

    ResponderExcluir
  2. Estou feliz com a parceria Jackie e Sonu. Por mais coisas assim em Bolly ;)

    Raquel

    ResponderExcluir

E aí, o que tem a dizer? Deewaneie!

Comentários ofensivos serão excluídos.