As homenagens de Shahrukh Khan em Phir Milenge Chalte Chalte

14.4.18 Carol 4 Comments

Se uma coisa pode ser dita sobre Bollywood, é que respeita sua memória. Em diversos filmes contemporâneos é possível ver a presença de homenagens aos filmes clássicos que fizeram a indústria ser o que é hoje. Uma das maiores homenagens foi feita no filme Rab Ne Bana Di Jodi, estrelado por Shahrukh Khan e Anushka Sharma em 2008. Além de o filme ter nos presenteado com a entrada de Anushka no cinema, uma homenagem bem específica a grandes atores e atrizes do cinema antigo foi realizada na canção Phir Milenge Chalte Chalte. Nela, Shahrukh Khan interpretou os maiores apaixonados da história do cinema indiano e teve ao seu lado várias atrizes interpretando as heroínas que fizerem pares inesquecíveis com eles. Vamos conhecer algumas dessas referências, pois como cada verso da música fala de um filme diferente de cada um deles, seria exaustivo listar todas. Que comece o passeio pela velha Bolly!

Anos 50 | Raj Kapoor




O primeiro homenageado é Raj Kapoor, com Shahrukh Khan vestido com o traje clássico de Raju, o adorável vagabundo eternizado em filmes como Awaara (1951) e Shree 420 (1955). O chapéu que caracterizava o personagem recebe destaque.




Kajol faz o papel de Nargis, o par romântico mais conhecido de Raj. O vídeo homenageia Pyar Hua Ikrar Hua, famosa canção romântica do filme Shree 420 que apresenta o casal sob o mesmo guarda-chuva em uma noite chuvosa.


A letra também homenageia outros pares românticos de Raj, como Nargis no filme Anari (1959) e Vyjayanthimala em Sangam (1964).

Anos 60 | Dev Anand



O estiloso Dev Anand é lembrado na sequência com seu romance Tere Ghar Ke Samne (1963). Algumas fontes dizem que Bipasha Basu interpreta Nutan, par de Dev neste filme, porém outras informam que a homenageada seria Sadhana. Pelo estilo do cabelo, a atriz está mais parecida com Sadhana, atriz conhecida por sua franja e o penteado em forma de colméia típico dos anos 60. Entretanto, o par Dev Anand-Nutan é clássico. Talvez seja uma homenagem mista.


Dev Anand e Nutan em Tere Ghar Ke Samne x Shahrukh Khan e Bipasha Basu 

Sadhana e Bipasha Basu

Outros filmes clássicos apresentados na letra são Jab Pyar Kisi Se Hota Hai (1961) e Johny Mera Naam (1970).

Anos 60 | Shammi Kapoor




O Elvis dos anos 60 é lembrado já no grito "Yahoooo!" que dá início a esta parte da música, pois é o grito clássico que Shammi deu no início da canção Chahe Koi Mujhe Junglee Kahe de Junglee (1961). O trecho homenageia principalmente o clipe O Haseena Zulfon Wale do sensacional thriller Teesri Manzil (1966), tanto no cenário, quanto nos figurinos e na própria letra. A melodia é a mesma de Aaja Aaja, canção também de Teesri Manzil.

A grande surpresa dessa passagem é a homenageada não ser uma mocinha romântica. Lara Dutta interpreta Helen - diva inconteste deste blog, maior dançaria da história de Bollywood e presença constante nos musicais da indústria durante várias décadas.




Anos 70 | Rajesh Khanna



O superstar do final dos anos 60 e início dos anos 70 é apresentado antes mesmo de Shahrukh Khan aparecer em cena, com sua voz ao fundo falando Babu moshai, forma como chamava Amitabh Bachchan no clássico Anand (1970). Preity Zinta aparece em um trem como Sharmila Tagore no musical Mere Sapno Ki Rani de Aradhana (1969) e lendo um livro em cuja capa se lê Amar Prem (1972), romance também estrelado por Rajesh e Sharmila.



Uma das principais referências de figurino e cenário é a canção Jai Jai Shiv Shankar, do filme Aap Ki Kasam (1974). O vestuário de Shahrukh Khan e o penteado de Preity remetem  a Rajesh e Hema Malini na canção Zindagi Ek Safar Hai Suhanade Andaz (1971).

Rajesh e Hema Malini em Andaz (1971) e Shahrukh com Preity Zinta

Anos 80 | Rishi Kapoor


A homenagem final é a de que mais gosto por fazer referência ao meu ator preferido. A música Dard-E-Dil do filme Karz (1980) já aparece no primeiro verso. O visual extravagante do ator em Bachna Ae Haseeno, do filme Hum Kisise Kum Naheen (1977) também é reproduzido pelos dançarinos.


Rani Mukerji representa Neetu Singh, par mais famoso e esposa de Rishi. A referência do vestuário das dançarinas me parece ter vindo do item number Lekar Hum Deewana Dil, que Neetu dançou em Yaadon Ki Baaraat (1973). Esta seria uma homenagem surpreendente por ser um filme do qual Rishi não fez parte. Entretanto, o vestuário de Rani e o penteado de maria-chiquinhas também remetem ao musical romântico Ek Main Aur Ek Tu, canção clássica do casal Rishi-Neetu e parte de Khel Khel Mein (1975).

Neetu Singh de vermelho em Lekar Hum Deewana Dil. Neetu e Rishi
na canção Ek Main Aur Ekk Tu. Rani e as dançarinas.

Os versos fazem alusão a outros filmes de sucesso de Rishi, como Chandni (1989), Yeh Vaada Raha (1982) e Zamane Ko Dikhana Hai (1981).

Pudemos observar que toda a ambientação da canção, versos e figurinos foram criados para celebrar principalmente os atores que trouxeram as primeiras histórias de amor para Bollywood, mas também suas heroínas românticas. A representação dos atores é muito clara, enquanto elementos de várias heroínas foram mesclados. O musical também acaba mostrando a enorme contribuição da família Kapoor para o cinema indiano, pois duas gerações apareceram homenageadas com os irmãos Raj e Shashi e também com Rishi, filho de Raj.

Podemos arriscar ver uma homenagem oculta no próprio refrão da canção, "Hum hain rahi pyar ke, phir milenge chalte chalte". O pedaço "Hum hain rahi pyar ke" vem da canção de mesmo nome de Nau do Gyarah (1957) e "Chalte chalte" pode fazer referência ao filme de mesmo nome de 1976 ou à canção, também de mesmo nome, de Meena Kumari em Pakeezah (1972). Entretanto, é divertido observar que o refrão contém títulos de filmes dos três reis atuais de Bollywood: Hum Hain Rahi Pyar Ke (Aamir Khan, 1993), Phir Milenge (Salman Khan, 2004) e Chalte Chalte (Shahrukh Khan, 2003). Inclusive, eu imaginava que esses três filmes fossem a fonte de referência do refrão quando ainda não conhecia filmes clássicos. Será que foi uma decisão consciente? É divertido pensar que sim.

Esta é uma ótima música para quem gosta de brincar de caçar referências e ser surpreendido por elas. Certamente há várias que não conheço ou deixei passar, portanto contem nos comentários o que vocês perceberam de novo ou as que não conheciam.

4 comentários:

  1. Amei saber das referências!!

    Raquel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por sempre comentar, Raquel! Me motiva muito <3

      Excluir
  2. É impossível não ouvir "O Haseena Zulfon Wali" e começar a confundir os dois ritmos na cabeça.

    O próprio personagem fake do Shahrukh se chama Raj Kapoor, então acho que a homenagem aos Kapoor foi realmente o alvo nisso tudo.

    Eu não duvido que tenha sido tudo uma referência consciente! Porque, se você for parar para pensar, especialmente nessa música, algumas coisas simplesmente não fazem sentido. E não há frase mais louca que alguém possa dizer que "somos viajantes no caminho do amor e ainda vamos nos encontrar de novo"! Definitivamente, referências all over the place!

    Que trabalhão achar isso tudo, né? Mas vale a pena. Esse post vale ouro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho uma referência até divertida ao Raj, pois eu nunca pensei nele exatamente como alguém relacionado a romance. Pra mim, ele é o homem comum rs

      O legal dessa referência aos três Khans é dentro dela estarem embutidas referências a outros filmes antigos. Bollywood se retrse retroalimenta da própria história e isso é incrível.

      Deu trabalho especialmente na parte do Rajesh Khanna e do Dev Anand por eu só conhecer as referências de Tere Ghar Me Samne e Aradhana. O resto foi um pouco mais facil, especialmente a parte do Rishi. Ser fã ajuda tanto...hahahah

      Obrigadaaa 💜

      Excluir

E aí, o que tem a dizer? Deewaneie!

Comentários ofensivos serão excluídos.