6 anos de Deewaneando

24.12.16 Carol Batista 2 Comments


6 anos. Quem diria? Lembro que tinha medo de escrever. Temia escrever mal, passar informações erradas e as críticas, acima de tudo. Hoje tudo aquilo me parece tão distante. Escrevo porque gosto, não tenho mais medo de ser chamada de pseudointelectual por gostar de me informar e o medo de me impor sumiu no ar juntamente com a minha adolescência.

Se este texto está soando pessoal, é porque realmente o é. 2016 foi um ano profundo para mim. Realizei muitos sonhos profissionais e pessoais. A maior transformação foi interna. Parece que a gratidão, a curiosidade pelo mundo e a vontade de fazer as coisas mudarem me guiaram durante todo o ano. Até mesmo os períodos difíceis foram encarados com mais maturidade e menos desespero do que há alguns anos. Parece que finalmente entendi o estado fluido da vida.

Em meio a tanta transformação, não consegui dar conta do Deewaneando, como expliquei detalhadamente a vocês no Facebook. Pela primeira vez não me senti culpada por isso. Só me senti culpada por não explicar o que estava acontecendo na minha vida profissional, então me tranquilizei assim que esclareci a situação. No final, não ter passado o ano aqui acabou sendo positivo porque tirei todo esse tempo para repensar, pela milésima vez, o que eu queria para o blog.

Descobri um nicho do qual vocês gostam muito, que são as fofocas. Demorei algum tempo para descobrir qual deveria ser o tom da Aconteceu em Bolly. Aprendi que deveria filtrar sempre os sites mais confiáveis e tentar dar prioridade a notícias que incluíssem alguma declaração do próprio artista. Ao publicar boatos, deveriam ser os mais leves, como de gravidez e namoro. Pode não parecer, mas uma coluna de fofocas é algo delicado. O ambiente de um blog pode se tornar extremamente nocivo, dependendo do que se poste e como se escrevam as notícias. Notei isso quando postei várias notícias da suposta rixa entre Kangana Ranaut e Deepika Padukone e repentinamente estávamos todas formando times e falando mal de pessoas que mal conhecemos a partir de notas tendenciosas advindas de uma imprensa que adora criar brigas. A experiência me ensinou a ter cuidado e a pensar de que forma aquilo que publico contribuiu ou prejudica a imagem do blog que quero ter.

A maior gratificação que senti com o blog em todo o ano foi ver que os conteúdos informativos também são apreciados. Confesso que eu não era muito fã de informar, não. Gostava mais de dar opinião nas resenhas dos filmes e estava satisfeita. Mas a gente muda. Quanto mais lia e me informava sobre a história do cinema indiano, mais sentia vontade de compartilhar isso, já que não temos muitas fontes de informação em português. Por isso fiquei satisfeita em ver que o post mais lido do ano foi o com 10 dicas para conhecer a Bollywood antiga. Nem acreditei quando vi tanto interesse pelos filmes antigos, que me fizeram iniciar este blog, de tanto que os amo. A experiência me animou a escrever algumas séries que estou planejando para o blog no ano que vem, para contar histórias de várias épocas do cinema. Espero mesmo que vocês gostem! Tenho lido alguns livros e reportagens antigas para preparar o conteúdo. Para os temas espinhosos, para os quais há pouca informação oficial, farei como no post sobre a realidade das premiações de Bollywood: colocarei todas as fontes no fim para que vocês possam checá-las e tirar suas próprias conclusões.

Ainda não decidi como será o calendário de postagens para conseguir conciliar o blog com o meu trabalho, mas estou trabalhando nisso. Até lá, digo apenas que estou planejando muita informação de qualidade, fofocas e interação, como temos feito até aqui. E vamos rumo ao sétimo ano do Deewaneando!

Feliz Natal a todos. Que suas vidas sejam repletas de gratificação, aprendizado e serenidade para apreciar tudo o que surgir.

2 comentários:

  1. 6 anos de Deewaneando?! Posso dizer que curto muito o cantinho ;)

    Raquel

    ResponderExcluir

E aí, o que tem a dizer? Deewaneie!

Comentários ofensivos serão excluídos.