5 necessidades do cinema indiano no Brasil

31.10.15 Carol Batista 0 Comments

1. YOUTUBE



Já passou da hora de alguém fazer um canal no Youtube sobre cinema indiano aqui no Brasil. Infelizmente detesto vlogs e sempre vou preferir ler textos a ver vídeos, porém o mundo está mudando e a força do Youtube é muito grande. Tenho certeza de que se alguém bem legal produzir conteúdo de qualidade sobre cinema indiano para brasileiros, o negócio vai bombar com uma rapidez meteórica e haverá mais curiosos para conhecer esse universo.

2. CRÍTICA DE CINEMA ESPECIALIZADA



Eu e outras pessoas gostamos de escrever sobre os filmes, seus personagens e outras coisas que amamos, mas não há ninguém que entenda da parte técnica do cinema escrevendo sobre cinema indiano. A lógica do cinema indiano é bem diferente das dos outros tipos de cinema e nós perdemos muito em não saber como a parte técnica contribuiu para contar a história.


3. DISCUSSÃO SAUDÁVEL



Os fãs de cinema indiano reclamam bastante sobre a falta de grupos onde os filmes sejam de fato discutidos, para além do corpo desse ou daquele ator gato. Minha solução é sempre a mesma: criem seus próprios grupos e sejam rígidos nas regras. O que pode começar com meia dúzia de gatos pingados sem saber para onde ir pode se transformar num ambiente rico em discussões e ideias novas sobre as mesmas obras. Qualidade é sempre melhor que quantidade. Não se importem de serem chamados de pseudointelectuais: aposto que vai valer a pena.

4. LEGENDERS

Só quem legendou conhece o sentimento de finalizar uma legenda.

Vejo pouquíssimas pessoas dispostas a legendar os filmes desde que comecei a acompanhar a área. O que vemos em nichos mais famosos, como os grupos que legendam séries, é uma competição tão grande que acaba levando à disputa tanto pela qualidade das traduções quanto pela rapidez dos lançamentos. Se houvesse mais legenders, o processo de revisão ganharia importância e raramente veríamos traduções ao pé da letra. Sem contar que os legenders atuais ficariam bem menos exaustos por carregarem o mundo nas costas.

5. LIVROS e BLOGS


Sou bollynerd e não tenho mais vergonha de assumir isso. Consegui pela internet vários livros sobre a história do cinema indiano e sempre compartilho com quem me pede (pode pedir em deewaneando@gmail.com), porém a língua inglesa sempre será uma barreira para muitas pessoas terem acesso a esse conhecimento. Há muitos livros divertidos e fáceis de ler que oferecem um bom panorama dos filmes mais importantes e podem ajudar tanto os iniciantes quanto os que querem se aprofundar na área. O alcance que isso teria caso estivessem em português seria fenomenal.

Como nem todo o mundo gosta de encarar livros, os blogs seriam uma boa opção. O Ibirá fez um trabalho fantástico compartilhando conhecimento durante anos no Cinema Indiano, mas não pôde continuá-lo. Infelizmente seu papel de divulgador de informações ainda não foi preenchido e não temos quem nos ensine sobre o funcionamento da indústria, apesar de termos avançado imensamente no acesso aos filmes. Alguém se habilita?

0 comentários:

E aí, o que tem a dizer? Deewaneie!

Comentários ofensivos serão excluídos.