O primeiro post, olá!

24.12.10 Carol Batista 3 Comments

Achei que seria legal dizer quem sou eu e o que pretendo com isto aqui. Bem, meu nome é Carolyne, eu tenho 19 anos e sou apaixonada por Bollywood desde 26 de abril de 2009 (sim, eu anoto datas). Neste pouco tempo aprendi a amar, entender um pouco e respeitar muito esta indústria tão mágica de cinema indiano, que me deu alguns dos momentos mais legais da minha vida. Sou muito grata à Bollywood porque ela não me trouxe apenas filmes maravilhosos e músicas impressionantes, mas também alguns dos amigos mais sensacionais que eu já tive.

Meu primeiro filme indiano foi Kal Ho Naa Ho, de 2003. Lembro até hoje de ter chorado como se tivessem arrancado um órgão meu, Shahrukh Khan causa esses efeitos. Continuei vendo vários filmes e comecei a ler bastante sobre Bollywood. Nada muito sério, coisa de Wikipedia mesmo. Daí começou a surgir meu interesse pelos filmes antigos da indústria, que eram tão aclamados. Parecia haver alguma coisa muito especial escondida neles, eu não entendia bem do que se tratava. Um dia, decidi ver Mughal-E-Azam (1960) no Youtube. Eu ri da Madhubala e do cabelo do Dilip Kumar (provavelmente alguém irá querer me matar ao ler isto), mas gostei do filme e continuei curiosa a respeito da antiga Bollywood. Continuei procurando e...pá. Amor surgindo. 

Uma das maiores responsáveis por eu ter me apaixonado pela antiga Bollywood foi a Waheeda Rehman, minha atriz mais que favorita de todos os tempos. Ela fez meu terceiro filme antigo, Guide (1965) e a amei tanto que até hoje estou seguindo com minha meta de assistir a (quase) todos os seus filmes. Se não fosse a Waheeda, talvez eu não me esforçaria tanto para conhecer os artistas que fizeram de Bollywood o que ela é hoje.

Bem, e o que eu quero com isto aqui? Só falar mesmo. Eu fico pensando em tanta coisa depois que vejo estes filmes antigos e não tinha um espaço para falar adoidamente sobre eles. Agora eu tenho, é isto. Não quero que seja famoso, não tenho nem mesmo a pretensão de fazer com que as pessoas amem os filmes antigos tanto quanto eu. Só quero escrever, escrever e quando acabar, escrever mais um pouco. Não conheço muita gente aqui no Brasil que ame filmes indianos antigos, na verdade só conheço três pessoas. Talvez com este espaço eu conheça mais alguém.

Sou um pouco metódica e estas são as minhas regras:

1) Escreverei sobre filmes indianos feitos até o ano de 1989. Sobre filmes recentes e sobre outros antigos sobre os quais posso não falar aqui, eu comento no meu blog com a Isa, o Kabhi Kabhie...Bollywood.

2) Eventualmente pode ocorrer de eu comentar sobre um filme que não seja de Bollywood, caso ele tenha me marcado muito. Não acredito que isto vá acontecer com frequência, mas quem sabe?

3) Não escreverei sobre filmes de diretores como Satyajit Ray (que definitivamente não é de Bollywood, oi) e Ritwik Ghatak (menos ainda). Não me sinto corajosa o suficiente para falar de diretores importantes a nível mundial, até porque todos os textos que leio sobre eles dizem coisas que eu realmente não entendo. Vai que o texto fica leigo demais? Não entendo nada de cinema, tecnicamente falando. Só vou arriscar com Raj Kapoor e Guru Dutt, cujos filmes me iniciaram na velha Bollywood.

4) Não sei nada de fotografia e...todas aquelas coisas sobre as quais falam as pessoas que entendem de cinema. Eu vou falar de como os filmes me afetaram emocionalmente, de como as trilhas são - ou não - especiais, este tipo de coisa.

É só isto mesmo. A interrogação no título do blog é porque ainda não decidi um nome melhor, então por enquanto ficará este nome...excêntrico. Espero conseguir dizer tudo o que quero por aqui.

Até mais e...feliz Natal! :)


3 comentários:

  1. Adorei a tua honestidade ^^
    Eu também ri do Dilip Kumar no Mughal-e-Azam mas agora não rio mais ;)

    ResponderExcluir
  2. Estou aqui começando a ler tudo do zero :O

    Já que eu gosto do cinema indiano antigo mas tenho experiência quase zero com Mughal-E-Azam, Pakeezah e Guide, nada melhor do que me orientar com a Carol que já está expert no assunto :)

    Também não tenho pretensão de saber nada profundamente, só quero aprender um pouco, até para escolher quais assistir e não correr o risco de pegar um Pakeezah da vida que nos traumatiza com elefantes assassinos :O

    ResponderExcluir
  3. Pri, fico apavorada quando me chamam de expert em algo. Seriously.

    A gente tem o mesmo objetivo: entretenimento. E que fique claro: avisei sobre Pakeezah a TODOS.

    ResponderExcluir

E aí, o que tem a dizer? Deewaneie!

Comentários ofensivos serão excluídos.