Semana do Poder Feminino, o fim!

8.3.12 Carol Batista 3 Comments



Hoje é o fim da Semana do Poder Feminino e Dia Internacional da Mulher. Muito assunto para falar, mas sinto vontade de ser mais pessoal neste post.

Esta semana foi muito além do que eu imaginava ou planejava. Como falei na abertura, vai fazer pouco tempo que me assumi feminista e passei a me importar com questões de gênero. A decisão de fazer esta semana exatamente de 1º a 8 de março foi tomada há meses, porque eu sentia necessidade de fazer aqui algo que marcasse este novo momento da minha vida. Só que eu não tinha as meninas aqui comigo, e é incrível como o coletivo torna as coisas mais fortes.

Alice, Sara, Marina, Simone: muito obrigada pelas inboxes com suas milhões de conversas sobre tudo que era assunto. Feminismo, machismo, tutoriais de Blogger, odes à Shabana Azmi e Smita Patil, reflexões sobre amizade...teve de tudo. Confesso que imaginava todas desanimando da ideia assim que os posts começassem, porque depois da Semana Nutan percebi que esses especiais não são lá muito fáceis de manter. Mas acredito que tenha dado certo por causa da nossa união e vontade de fazer a coisa funcionar e proporcionar muitas discussões. Como dito em um texto que a Alice postou, "Eu sou, porque nós somos!".

Moças (porque só havia meninas) dos comentários: vocês arrasam. Em todos os blogs se via que o pessoal estava pondo a cabeça para repensar personagens de filmes já vistos e conhecer os novos. Se fosse para dar um prêmio de comentários aqui no Deewaneando, acho que eu daria para os comentários do post sobre Band Baaja Baaraat. Nunca se refletiu tanto sobre Shruti Kakkar no nosso meio! E as discussões não se resumiram só à caixinha de comentário, houve muito papo nas inboxes. Gostei demais. Por falar nisto, queria pedir um retorno de vocês: poderiam dizer do que gostaram e não gostaram? O post mais legal e o menos, os motivos, as discussões mais interessantes, algo com que não concordaram, etc. Sei que estamos cansadas, mas seria muito bom se vocês pudessem contribuir!

Sobre a mulher: ficou mais forte em mim a impressão de que há gente disposta a colocar em questão o papel social da mulher no cinema indiano. É algo comum em filmes do cinema paralelo, como Fire, mas escrever sobre obras comerciais como Chak De! India me fez ver que nem todo o mundo está dormindo para estas questões no cinema comercial, que tem maior alcance. Helen seja louvada! Ou melhor, Shabana Azmi seja louvada!

Que os próximos Dias Internacionais da Mulher sejam como foi o deste ano: muitos posts, discussões, consciência de que hoje é um dia de alerta para a desigualdade de gênero ainda tão presente no nosso mundo. E vamos lembrar sempre que chega dessa história de superpoder, queremos só poder feminismo mesmo. Poder de falar, trabalhar, estudar, andar por aí, fazer o que quisermos com os nossos corpos. Poder de viver, não apenas sobreviver.

Todos os posts da SPF:

-Deewaneando

-Ásia: Sonhos de Menina
-Pyaari India

-Descobrindo a Índia

-Radha Raman

3 comentários:

  1. Carol, todos os posts tiveram suas vantagens, Band Baaja Baaraat rendeu uma boa discussão sobre personagens. Talvez por ser comercial mais pessoas o viram e puderam comentar mais. Fire também tem esse potencial de se discutir comportamento humano, queria que todos o assistisse! Pra mim o melhor filme dos posts.

    Dos posts os de Astitiva e Mother India me influenciaram muito a ver esses filmes, parecem muito bons e estão implorando para serem vistos...rss

    A semana foi ótima, deu pra aprender muita coisa e ter mais orgulho do cinema indiano por saber que o machismo não está dominando totalmente...tem uma voz do feminismo gritando por lá :)

    Parabéns pela iniciativa Carol, e parabéns a todas as blogueiras que fizeram essa semana muito construtiva!

    ResponderExcluir
  2. Amei todos os posts, infelizmente dois filmes passaram porque não vi... uma pena!! Mas no geral o poder feminino foi tratado de forma apaixonante por todas as blogueiras, então só posso dizer que adorei tudo que li.

    Eu acredito que a mulher indiana tanto na vida real quanto na ficção vem adquirindo cada dia mais força e coragem. Como disse Pri: ‘tem uma voz do feminismo gritando por lá’. Voz que não pode mais ser calada e nem sufocada pelo machismo.

    Obrigado a todas!!

    Raquel.

    ResponderExcluir
  3. Pri, acho muito legal esse olhar diferente sobre mulheres nos filmes comerciais. São os de maior alcance, então não dá para a gente fingir que tudo será lindo se só fizerem filmes com essas questões importantes no cinema paralelo. Uma parte de mim concorda com Fire ser o melhor filme de todos, mas outra não consegue colocar filmes tão diferentes num mesmo patamar de comparação.

    "tem uma voz do feminismo gritando por lá"

    Espero que grite cada vez mais alto. É difícil se assumir feminista, né? Depois que a gente descobre que é algo tão básico: "feminismo é a ideia radical de que mulheres são gente", parece meio estranho o mundo não ser feminista...hahahaha!

    Raquel, então pega o que você não assistiu como indicação! Adoro todos os filmes que foram comentados aqui :)

    Obrigada pelo retorno, meninas. E que pelo menos as nossas vozes não sejam mais caladas.

    ResponderExcluir

E aí, o que tem a dizer? Deewaneie!

Comentários ofensivos serão excluídos.