Bollyfãs: Entrevista com Isabela Lundeen

6.11.15 Carol Batista 5 Comments


Hoje estréia aqui no blog a coluna Bollyfãs, que trará entrevistas com fãs do cinema indiano aqui no Brasil.

A primeira entrevistada é uma das mais antigas bollyfãs que conheço. Carioca, Isabela Lundeen tem 21 anos e acompanha o cinema indiano desde muito cedo. Além de escrever sobre o assunto, Isa vez ou outra legenda filmes.

Isa comanda o blog Mania de Bolly, além de ser co-autora do Kabhi Kabhie...Bollywood e do Cinema Indiano. Vocês podem encontrá-la comentando sobre as roupas do Ranveer Singh e outros temas na página do Facebook do Mania de Bolly.

Deewaneando: Isa, quando começou a se formar o sólido grupo de fãs de cinema indiano no Brasil, você era uma das poucas que já assistia os filmes há mais tempo. Como você conheceu o cinema indiano?

Isa: Então, eu tinha doze anos e nenhum conhecimento de cinema indiano além de Chori Chori Hum Gori Se (aquela música que se tornou viral por ter aparecido num filme ocidental, ela mesma), que eu sinceramente não associava a nada. Até que um belo dia minha mãe trouxe o filme Asoka para assistir em casa, já que uma conhecida havia indicado por se tratar do budismo. 

O filme terminou e ficamos imaginando que lição budista poderíamos tirar depois de tanto tiro, porrada e bomba com o Shahrukh, mas eu, que nem estava lá assistindo ao filme, fiquei de certa forma encantada. Havia algo diferente ali. E muito novo a nós duas (eu e minha mãe), tanto é que estranhamos muito as músicas, por exemplo, e alguns item numbers. Mas, no geral, nos encantamos. 

A iniciativa de baixar as músicas do filme não foi nem minha, foi dela, e com isso cheguei ao Youtube, pai de todos. No Youtube, fui começando a descobrir, pelos relacionados, músicas indianas de outros filmes e me apaixonando pouco a pouco por tudo aquilo. 

Anos depois, eu tinha assistido a no máximo mais dois filmes indianos - e a duras penas, porque era difícil encontrá-los em algum lugar. Até que cheguei à comunidade no orkut, que ajudou a tornar tudo mais acessível.


Deewaneando: Do que você gosta e desgosta no cinema indiano? Quais artistas e filmes lhe interessam?

Isa: Eu gosto, adoro, amo a sensação gostosa que só os filmes indianos podem trazer. As músicas, os momentos musicais, os clipes, os cenários. É tudo muito único, que até hoje não encontrei em nenhum outro lugar. Toda essa combinação de momentos sempre tornou o cinema indiano muito especial. Sem dúvidas, sou muito fã do trabalho do cinema indiano enquanto arte e poesia, principalmente no que diz respeito à música. Mas também sou mais que capaz de admirar o quanto a indústria anda crescendo e deixando de lado muitos clipes sem sentido e tornando as histórias um pouco mais coesas no todo. 

Gosto muito dos atores também. Não sei por quê, eles acabam se tornando seu mundinho particular. Aqueles indivíduos por quem você se interessa e sabe por que são especiais. Ou então aquele outro com quem você se surpreende por ser talentoso não só em dançar, rs.

Já falar do que não gosto é fácil também. O cinema indiano é o cinema do exagero. Às vezes, cai muitíssimo bem, para o romance, para o drama, para a comédia. Mas, também, às vezes, é inusitado até demais, ao ponto de ser entediante. Por esse motivo, não sou muito fã de masalas, por exemplo, ou filmes dos anos 80.

Confesso que gosto de muitos artistas porque não tem como não gostar! Mas certamente filmes com os seguintes vão me despertar a curiosidade: Vidya Balan, Farhan Akhtar, Rani Mukerji, Ranveer Singh, Ranbir Kapoor, Aamir Khan (nem sempre e nem tanto, mas sei que ele é genial), Madhuri Dixit e Amitabh Bachchan depois de mais velho. Claro que também tenho um carinho especial pelo Shahrukh - mas duvido um pouco da escolha de filmes do pobre homem ao longo da carreira.

Quanto a filmes, gosto muito de ver coisas... diferentes. O cinema indiano, justo pela abundância de filmes por ano, acaba se tornando muito igual, muitas vezes. Quando surge algo que, ao meu ver, é diferente, eu adoro. Filmes como 3 Idiots (tem como não amar?), Kahani, Talaash, Band Baaja Baaraat... Consigo ver a beleza dos clássicos (e adoro muitos), mas o apelo do novo é muito instigante pra mim.

Deewaneando: Voltando à comunidade do Orkut, como foi esse encontro com outros fãs?

Isa: Foi muito bom. Antes, era só eu a gostar. Eu e os indianos do Youtube, rs. E isso restringia as pessoas com quem eu podia conversar sobre cinema indiano demais. Com a comunidade, pude encontrar pessoas que conhecessem o cinema indiano, gostassem de atores, filmes e músicas em comum ou não. Ou seja, trouxe uma troca muito gostosa, de opiniões e gostos diferentes, de pontos de vista. Também de momentos de "tietagem" com nossos indianos que só nós conhecíamos e achamos lindos. Com nossas atrizes também. Enfim, foi muito importante encontrar um espaço com pessoas que gostassem do que eu gostava e que me acolheram tão bem. Não me sentia mais sozinha no meu gosto pelo cinema indiano e também aprendi muitas coisas novas, juntos trocamos muitas informações, notícias... Sinto falta de toda a integração com bastante gente como era no Orkut, mas até hoje procuro manter contato com os fãs como eu: afinal, quem mais vai me entender?

Deewaneando: Você tem um filho, o Dimitri (9 meses). Ele parece adorar uma bagunça. Já tem músicas favoritas?

Isa: Ih... Em relação ao Dimitri está difícil. Ele não quer sair da Galinha Pintadinha! Não sei também como vou fazer pra introduzir filmes indianos pra ele, visto que todos necessitam de legendas, mas ainda vou conseguir. Por enquanto, já cantei muito Jiya Jale pra ele - não me pergunte por quê, nem eu saberia explicar - e músicas de Devdas pra ele dormir. Ele estranhava bastante a voz da Shreya Ghoshal quando menorzinho, acho que por ser um pouco estridente.



Deewaneando: Já pensou em qual filme seria bom para ele começar?



Isa: Que pergunta difícil! Não poderia ser nenhum filme muito sério, ou que contivesse muito tiroteio, sangue, drama. Algo leve e engraçado, talvez... Algo como Rab Ne Bana Di Jodi ou o próprio 3 Idiots (que filme versátil!).

Deewaneando: Já são 7 anos como fã. O que mudou na forma como você assiste e entende o cinema indiano?

Isa: Tudo. Em primeiro lugar, a paciência. No começo, conseguia assistir de tudo e sempre queria mais. Hoje, dependendo do contexto, do tipo de filme, não consigo sair da primeira hora. Como vi o crescimento e amadurecimento de muitos atores famosos, começo a querer que todos sigam o mesmo patamar. 

Em segundo lugar, comecei a ter um senso crítico um pouco mais apurado pra certas questões que estão sempre logo ali nos espreitando em muitos filmes, como o machismo, que é gritante em muitos filmes. Por mais que seja uma questão cultural, não consigo deixar de refletir em cima disso.

Em terceiro e último lugar, justamente por causa dos motivos anteriores, por saber da capacidade do cinema indiano e dos atores e atrizes, não consigo assistir a todos os tipos de filmes mais. Ou assisto e não gosto. E por aí vai. Isso sem contar com os filmes dos quais só aproveito a trilha sonora, porque o filme em si...

Deewaneando: E que filmes foram esses que andaram decepcionando você?

Isa: Eu não vou responder em nomes, mas sim em épocas e atores: filmes mais antigos de atores como Shahrukh Khan, Aamir, Kareena Kapoor, enfim, deu pra entender a ideia, são bem chatinhos. Alguns regionais também parece que empacaram no tempo.

Deewaneando: Tem algum “prazer culposo” no cinema indiano? O que a faz sentir-se uma deewani?

Isa: Tenho alguns. Principalmente aqueles clipes que você procura não abrir na frente de ninguém porque você sabe que são bizarros demais (vide Amitabh vestido de mulher ou Akshay Kumar dançando de cigano). Também adoro filmes com interação com crianças, tipo Ta Ra Rum Pum e Thoda Pyar Thoda Magic (confesso que Rani Mukerji + Saif Ali Khan + crianças é uma combinação irresistível). 

O que me faz sentir uma deewani: o fato de ter entrado num restaurante, em plena Hollywood, dançando e cantando só porque ouvi Nazrein Milli tocando. Se isso não é ser deewani, não sei o que poderia ser.

Deewaneando: Nos dê quatro indicações de filmes: para conhecer o cinema indiano, para se evitar, para se apaixonar e outro para transformar sua visão sobre ele.

Isa: Pra conhecer: 3 Idiots. Sempre. Para se apaixonar: aposto em 3 Idiots de novo, e em Om Shanti Om. Para transformar sua visão sobre ele: pra quem acha que cinema indiano é só música sem conteúdo, filmes como Lage Raho Munna Bhai. Pra se evitar: até ser muito fã, passe longe dos filmes do Akshay Kumar ou dos masalas mais pesados como Singham e Dabangg.

Deewaneando: Agora manda um recado.

Isa: Queria mandar um beijo pra Helen. E pro Aamir. E pra minha mãe.

Para finalizar, meu nosso momento favorito: Koffee With Carol!


Melhor ator ou atriz? Ranveer Singh. Me julguem.

Pior ator ou atriz? São tantos...Preity Zinta.

O filme que todos amam, mas você odeia: Ram-Leela.

Um clipe: Tu Cheez Badi Hai Mast.

Defina as seguintes pessoas em uma palavra:

Aamir Khan: Malang
Parineeti Chopra: Versátil
Ranveer Singh: Futuro (marido)
Deepika Padukone: Sortuda
Shahrukh Khan: Passado
Kajol: Louca
Salman Khan: Masala
Sonam Kapoor: Morcego

O que você encontraria no quarto de...

Ranbir Kapoor? Alguma mulher aleatória.
Ranveer Singh? Euzinha.  Mentira, um guarda-roupa muito bizarro!
Kareena Kapoor? Ai... Sapatos, muitos sapatos. Ela tem cara de quem curte um sapato.
Aamir Khan? Um quarto bem confortável no qual ele possa, realmente, descansar e não pensar em trabalho!
Sonakshi Sinha? Vários itens de patricinha: esmaltes, maquiagens, tudo e um pouco mais.
Sanjay Dutt? Drogas.

Um artista de quem sente falta? Madhuri Dixit (em bons filmes).

Um artista que não faz falta nenhuma? São tantos também... Acho que a Kajol. (Sendo crucificada em 3, 2, 1...)

Um artista que você pegaria, outro com quem você casaria e um que você mataria? Pegaria: Randeep Hooda (culpa da Jo). Casaria: Ranveer Singh. Mataria: Uday Chopra.

5 comentários:

  1. Adorei a ideia!! Koffee With Carol é perfeito rsrsrs...

    Raquel

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, acho que essa coluna ficou muito legal, assim conhecemos outros fãs de Bolly e o que eles gostam ou não gostam nesse mundo. É bom ver opiniões compartilhadas, pessoas que concordam mas também discordam de certas coisas no cinema indiano.

    De: aquela que também é fã dos filmes antigos,que até comentou sobre Naseeb um dia desses na página do facebook <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa era a ideia! Às vezes podemos nos sentir solitárias gostando de algo muito específico (filmes antigos, filmes telugu, etc) e quis traz essas diferentes experiências pra cá a fim de unir essas pessoas com gostos afins.

      Ei, eu lembro perfeitamente da nossa conversa, mas não lembro do nome. Mirella? Carol Rodriguez? Me senti num amigo oculto agora! rs

      Excluir
  3. Isa, essa interação que você fala que tínhamos no Orkut é que nos trouxe até aqui. Antes falávamos sobre essa paixão apenas ali e hoje depois de toda esta jornada, ficamos ousadas, né? Postamos vídeos, resenhas, damos DVDs de presente, nos assumimos. Essa é a melhor parte de toda a acessibilidade de hoje. Saímos da toca.

    ResponderExcluir

E aí, o que tem a dizer? Deewaneie!

Comentários ofensivos serão excluídos.