Ajab Prem Ki Ghazab Kahani (2009)

13.3.11 Carol Batista 3 Comments

→ Especial Katrina Kaif - Post 2

Finalmente, é chegada a hora de falar desta doce comédia pastelão com bolhinhas de sabão! Ajab Prem Ki Ghazab Kahani é um filme de 2009 dirigido por Rajkumar Santoshi, estrelado por Ranbir Kapoor e pela nossa homenageada do momento, Katrina Kaif. Antes de tudo, gostaria de explicar o motivo da escolha deste filme. Ao listar os filmes sobre os quais eu poderia comentar no Especial Kat Kéf (apelido carinhoso), a maioria dos que me passaram pela mente não tinham papéis importantes da Katrina. Percebi isto a tempo de trocar todas as minhas escolhas (ai, ai) e pegar filmes que realmente trouxeram algo que acho que valeria a pena comentar a respeito da Kat. Ajab Prem foi um dos primeiros em que pensei, então...vamos lá!



O filme conta a história de Prem, um rapaz de bem com a vida que é presidente do “Clube Feliz” (hehe). Ele vive a vagabundear pela cidade, dando desgosto ao seu pai. Tudo muda quando conhece e se apaixona por Jenny (Katrina Kaif), uma moça órfã que vive com pais adotivos que não se importam muito com ela. A amizade dos dois cresce e Prem muda seus hábitos, passando a ser um homem respeitável para ser digno de Jenny. Ele começa a acreditar que ela esteja apaixonada por ele, mas, na verdade, ela ama Rahul (Upen Patel). Sua família quer obrigá-la a se casar com Tony (Pradeep Kharab), mas Prem, mesmo triste, decide ajudá-la a ficar com seu verdadeiro amor. O que eles não sabem é que a família de Rahul não é flor que se cheire! E lá vem muita confusão. Não vou poder contar muito porque acontecem coisas demais e não quero dar spoilers, mas pensem em tudo o que é capaz de acontecer em uma comédia pastelão e em mais um pouquinho, então...pronto, aí está a história!


A primeira coisa que eu recomendo ao assistir a APKGK é saber exatamente no que você está se metendo. Não é um romance clássico, não é uma comédia super inteligente: é só gente pulando, caindo e sorrindo. Digo isto porque caí no erro de esperar uma coisa totalmente diferente do que é o filme e não gostei de início, então segui três passos.

1) Pausar o filme.

2Destruir a ideia que eu tinha do filme. Obs: já viram os pôsteres do filme? Fui burra.

3) Construir uma nova ideia a partir do que o filme realmente era.

4) Ver se o filme era bom, a partir da tal nova ideia criada.

Depois disto, o filme começou a ficar muuuuito legal! Tinha cores, um romance fofinho e uma trilha legal já não estava muito bom? A química entre o Ranbir e a Katrina funcionou, muito porque os dois se jogaram de cabeça na doideira que é o filme (adoro quando os atores fazem isto). Uma das coisas mais bonitinhas do filme foi os dois gaguejarem quando nervosos. Já falamos sobre como papéis mais doces combinam mais com a Katrina do que os sensuais, e a Jenny foi um dos que mais gostei dela! Neste tipo de papel, não fico com a impressão de que ela está se esforçando muito para se sair bem. A leveza que ela passa acaba me contagiando!


Em um dos episódios do podcast Filmi Talkies, as duas meninas comentaram que a Katrina fica melhor em papéis que respeitam suas limitações. Não falo hindi, mas dizem que o hindi da Katrina não é tão bom. Sendo assim, ela não fica tão natural em personagens nascidas e criadas na Índia. Será este um dos motivos para eu achar que ela foi tão bem neste filme?




Ranbir estava ótimo, como quase sempre (a sombra de Saawariya me persegue). Ele estava com TANTA energia! Para quem não sabe, o pai dele é um dos atores mais queridos do cinema indiano, Rishi Kapoor. Uma coisa que sempre me impressionou nos filmes antigos do Rishi é essa mesma energia que vi no Ranbir em Ajab Prem (acham que estou exagerando sobre o Rishi? Vejam isto). Dá a impressão de que aconteceu isto:

Diretor: - Ranbs, vamos fazer uma brincadeira: você tem que fazer qualquer loucura que eu mandar.

Ranbir: - E o que eu ganho com isso?

Diretor: - Dinheiro, ué. Só pode parar quando eu pedir algo de que você não se achar capaz.

Ranbir: - Beleza.

E ele nunca parou. Pilotou jet sky, desceu uma ladeira de bicicleta e foi parar dentro d’água, fez papel de estátua (era ele, não?), lutou contra mafiosos em uma fábrica cheia de bolhinhas de sabão, viu Jesus...tanta coisa para poder contar aos netos. Ei, não se pode esquecer dele dançando! Ranbir tem um modo alegre de dançar que me faz pensar : “Ei, esse cara está se divertindo muito! Quero dançar também!”. A dança da Kat ainda estava no processo de melhora, mas pelo menos, ela dança muito melhor do que eu...o que não é muito difícil.

A trilha é meiga e divertida, tudo de que o filme precisava. É de autoria do Pritam, que raramente faz algo de que eu goste, mas ele acertou em cheio desta vez! Tenho duas favoritas, Prem Ki Naaya (cantada por Neeraj Shridhar) e Tera Hone Laga Hoon (cantada por Atif Aslam e Alisha Chinai). O clipe da primeira sempre consegue me deixar alegre e com vontade de pular, enquanto que o da segunda...bem, tenho a impressão de que é impossível não sorrir com ele. Lembram que eu falei que uma música do IHLS tinha clima de fossa adolescente? Bem, Tera Hone Laga Hoon tem clima de namoro adolescente. Tão, tão, tão fofa! Também vale a pena dar uma olhada no clipe de Tu Jaane Na(cantada por Atif Aslam), porque a música fez muito sucesso e é muito bonita. Achei uma coisa meio nada a ver no meio do filme, mas é bem legal.




Acho que Ajab Prem não funciona para todo o mundo. Eu o vejo como aquele filme que, quando acaba, me deixa pensando “Ei, estou me sentindo alegre!” (com emoticon mental e tudo). Já falamos aqui sobre uns três filmes leves que nos fazem sentir bem, e este aqui é mais um deles. A diferença é que este deixa uma vontade de dançar, pular, ser bobo, abraçar e fazer caretas. É só estar com o humor para encará-lo. Nem digo que eu tenha rido do filme, acho que só fiz isto umas três vezes. Estranho você não achar uma comédia engraçada e gostar dela mesmo assim, não? Só digo que valeu a pena!

As fotos do post de hoje foram retiradas da busca do Google.

3 comentários:

  1. Adorei Carol você é sempre demais, adoro seu jeito de escrever!

    A Katrina fica bem melhor mesmo em papais mais doces como a Jenny desse filme! Ai eu amo esse filme!

    Adoro a trilha e os clipes todos são lindos! Tirando um lá de uma festa!

    Ranbir é demais antes de ver um filme com ele e só de ver ele no Youtube no clipe Khuda Jaane do filme Bachna Ae Haseeno, eu amava o clipe mais não dava nada pra ele! Achei ele feio, magrelo esquisito sei lá! rsrs mais só foi eu ver meu primeiro filme com ele Saawariya (Eu gosto muito de Saawariya) que eu mudei e passei a adoralo e a cada novo filme que eu via com ele só fazia eu adorar mais e mais esse ator! Hoje ele é um dos meus atores favoritos! E Ajab Prem Ki Ghazab Kahani foi perfeito!

    Ele e Katrina ficaram ótimos juntos!

    ResponderExcluir
  2. Ajab Prem Ki Ghazab Kahani foi o quarto filme indiano que eu vi (o último até agora, mas muitos virão). Minha reação foi justamente essa: não rir tanto, mas sentir vontade de dançar e pular, especialmente com a música Prem Ki Naaya. E a liiinda e perfeita Tu Jaane Na tornou-se mais um dos meus vícios musicais, rsrsrs. Gostei muito do filme, até porque eu preferi não formar uma ideia sobre ele antes de assistir. Assim, não corri o risco de me decepcionar como aconteceu com Namastey London. Pelo trailer, pensei que seria uma comédia daquelas, mas não foi bem isso que aconteceu... (Mas o filme é bom sim).
    Concluindo, amei APKGK e estou gostando do Especial "Kat Kéf"! E, não posso me esquecer: Parabéns pelo blog! Quando leio, sinto mais vontade ainda de conhecer melhor Bollywood :)

    ResponderExcluir
  3. Ok. Mais um filme pra minha listinha. Eu estava mesmo procurando filmes pra me apaixonar pelo Ranbs. Eu já tinha uma noção que o Ranbs é meio dodói da cabeça (e eu adoro quem é dodói da cabeça) e se ele fez tantas loucuras assim nesse filme... simplesmente não posso deixar de ver. ;D

    ResponderExcluir

E aí, o que tem a dizer? Deewaneie!

Comentários ofensivos serão excluídos.